Fevereiro 2017

Monthly Archives

Últimas histórias

  • Carnaval Multicultural 2017 é aberto no Largo do Atheneu em clima de euforia

    Milhares de foliões lotaram na quinta-feira (23), o Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, para prestigiar a abertura do Carnaval Multicultural 2017, promovido pela prefeitura de Natal. Logo no início da noite, os grupos folclóricos Araruna, Lapinha de Ponta Negra, Boi de Reis de Manoel Marinheiro, Boi de Reis do Bom Pastor e os Congos de Calçola de Ponta Negra deram o ar da graça no corso que também envolveu foliões.

    A abertura musical ficou por conta da banda Ribeira de Pau e Corda, que subiu ao palco, pontualmente às 20 horas. Sob a batuta do maestro Neemias Lopes, a banda executou marchinhas carnavalescas de todas as épocas e homenageou um ex-integrante, o músico e arquiteto Marcelo Tinoco, falecido há poucos dias.

    Em seguida, às 21h15, foi a vez da Banda Dugiba botar todo mundo para dançar. E a partir daí o frevo tomou conta do Largo. O show só foi interrompido quando os clarins anunciaram a chegada do prefeito Carlos Eduardo, do vice-prefeito Álvaro Dias, do secretário Municipal de Cultura e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), Dácio Galvão, além do Rei Momo Bruno Borges e da Rainha Rozeane Oliveira. Na ocasião, o prefeito passou a chave da cidade para o “monarca”.

    Entusiasmado, o prefeito Carlos Eduardo saudou os foliões e disse que o carnaval deste ano será a festa da alegria e um momento propício para os natalenses e turistas do Brasil e do mundo se divertirem a valer. No entendimento dele, a folia de Momo traz divisas para a cidade e movimenta a economia criativa, como também propicia a geração de emprego e renda. “Tenho certeza de que será o maior carnaval da história de Natal. O prefeito vai pular e dançar em todos os polos”, informou.

    O gestor disse ainda que a grandiosa festa só foi possível graças a um esforço da prefeitura e da iniciativa privada, que apostou no Carnaval Multicultural 2017. Na avaliação do prefeito, o carnaval deste ano é o mais rico em termos de atrações musicais. “É o carnaval do amor. Do amor ao próximo”, complementou.

    Responsável pela programação da festa, o secretário Dácio Galvão assinalou que a prefeitura está no caminho certo para propiciar um Carnaval Multicultural para ficar na história. “Apostamos num carnaval plural e demos voz e vez aos grupos folclóricos e artistas da terra”, ressaltou o também presidente da Funcarte.

    Após a abertura oficial, o frevo voltou com força total pela Banda Dugiba e, logo após, nos acordes da Spok Frevo Orquestra, a atração nacional do Baile de Máscaras do Atheneu. A orquestra desfilou repertório que incluiu clássicos do carnaval, como o obrigatório “Vassourinhas”.

    Moradora do conjunto Pirangi, a comerciária Eloneide Francisca de Matos disse que a abertura do carnaval não podia ter sido melhor, tanto pelos grupos folclóricos como pelas atrações musicais. Ela aprovou a multiculturalidade da festa mais popular do país em território natalense. “Hoje estou só iniciando a minha diversão. Quero conhecer todos os polos da cidade. Vou juntar um grupo de amigos para a gente bater perna. Estou adorando”, comentou.

    No mesmo diapasão, o engenheiro civil Cléber Marcondes não poupou elogios à programação do Carnaval Multicultural 2017. Para ele o carnaval deste ano promete ser o melhor da retomada. “A festa está linda. Pretendo brincar os quatro dias de folia com a família. A cidade está de parabéns”, elogiou.

    A programação do Carnaval Multicultural 2017 prossegue hoje no Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, com os shows de Rildo Lima e a cantora Krystal, às 16h, Banda do Chico, às 18h, Corso (18h30) e Romero Ferro, às 20h. Na Praça Pedro Velho, ainda no Polo Petrópolis, teremos as apresentações da Banda Detroit, às 20h30, Bangalafumenga, às 22h30, e o DJ Luiz Couto e o saxofonista Bethoven, a partir de meia-noite e meia. Em Ponta Negra, tem Sueldo Soares às 21h e Moraes Moreira às 23h. No Polo Redinha Zeca Brasil se apresenta a partir das 21h no palco do Cruzeiro. No Largo do Buiú,  Don Cardoso anima a festa a partir das 22h e a Banda Alphorria sobe ao palco às 00h.

    Campanha
    Na abertura do Carnaval Multicultural 2017, no Largo Atheneu, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Sejul), colocou em prática a campanha #natalcontraomachismo, uma ação de conscientização, respeito e de constante vigília à garantia dos direitos da mulher e o enfrentamento à violência contra o gênero feminino. Nesta edição a ação segue até março, mês dedicado à mulher.

    A campanha idealizada no Carnaval do ano passado, traz nesta edição mensagens de respeito à mulher, tendo a folia como pano de fundo. Durante o carnaval, equipes da Semul estarão nos polos do Carnaval Multicultural: Ponta Negra, Redinha, Rocas, Centro Histórico, Ribeira, Largo do Atheneu e Praça Pedro Velho (Cívica) trabalhando na divulgação. A proposta da campanha educativa é que o público possa fazer fotos e compartilhar nas redes sociais para expandir as frases de efeito contra o machismo.

  • Carnaval Multicultural 2017 é aberto no Largo do Atheneu em clima de euforia

    Milhares de foliões lotaram na quinta-feira (23), o Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, para prestigiar a abertura do Carnaval Multicultural 2017, promovido pela prefeitura de Natal. Logo no início da noite, os grupos folclóricos Araruna, Lapinha de Ponta Negra, Boi de Reis de Manoel Marinheiro, Boi de Reis do Bom Pastor e os Congos de Calçola de Ponta Negra deram o ar da graça no corso que também envolveu foliões.

    A abertura musical ficou por conta da banda Ribeira de Pau e Corda, que subiu ao palco, pontualmente às 20 horas. Sob a batuta do maestro Neemias Lopes, a banda executou marchinhas carnavalescas de todas as épocas e homenageou um ex-integrante, o músico e arquiteto Marcelo Tinoco, falecido há poucos dias.

    Em seguida, às 21h15, foi a vez da Banda Dugiba botar todo mundo para dançar. E a partir daí o frevo tomou conta do Largo. O show só foi interrompido quando os clarins anunciaram a chegada do prefeito Carlos Eduardo, do vice-prefeito Álvaro Dias, do secretário Municipal de Cultura e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), Dácio Galvão, além do Rei Momo Bruno Borges e da Rainha Rozeane Oliveira. Na ocasião, o prefeito passou a chave da cidade para o “monarca”.

    Entusiasmado, o prefeito Carlos Eduardo saudou os foliões e disse que o carnaval deste ano será a festa da alegria e um momento propício para os natalenses e turistas do Brasil e do mundo se divertirem a valer. No entendimento dele, a folia de Momo traz divisas para a cidade e movimenta a economia criativa, como também propicia a geração de emprego e renda. “Tenho certeza de que será o maior carnaval da história de Natal. O prefeito vai pular e dançar em todos os polos”, informou.

    O gestor disse ainda que a grandiosa festa só foi possível graças a um esforço da prefeitura e da iniciativa privada, que apostou no Carnaval Multicultural 2017. Na avaliação do prefeito, o carnaval deste ano é o mais rico em termos de atrações musicais. “É o carnaval do amor. Do amor ao próximo”, complementou.

    Responsável pela programação da festa, o secretário Dácio Galvão assinalou que a prefeitura está no caminho certo para propiciar um Carnaval Multicultural para ficar na história. “Apostamos num carnaval plural e demos voz e vez aos grupos folclóricos e artistas da terra”, ressaltou o também presidente da Funcarte.

    Após a abertura oficial, o frevo voltou com força total pela Banda Dugiba e, logo após, nos acordes da Spok Frevo Orquestra, a atração nacional do Baile de Máscaras do Atheneu. A orquestra desfilou repertório que incluiu clássicos do carnaval, como o obrigatório “Vassourinhas”.

    Moradora do conjunto Pirangi, a comerciária Eloneide Francisca de Matos disse que a abertura do carnaval não podia ter sido melhor, tanto pelos grupos folclóricos como pelas atrações musicais. Ela aprovou a multiculturalidade da festa mais popular do país em território natalense. “Hoje estou só iniciando a minha diversão. Quero conhecer todos os polos da cidade. Vou juntar um grupo de amigos para a gente bater perna. Estou adorando”, comentou.

    No mesmo diapasão, o engenheiro civil Cléber Marcondes não poupou elogios à programação do Carnaval Multicultural 2017. Para ele o carnaval deste ano promete ser o melhor da retomada. “A festa está linda. Pretendo brincar os quatro dias de folia com a família. A cidade está de parabéns”, elogiou.

    A programação do Carnaval Multicultural 2017 prossegue hoje no Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, com os shows de Rildo Lima e a cantora Krystal, às 16h, Banda do Chico, às 18h, Corso (18h30) e Romero Ferro, às 20h. Na Praça Pedro Velho, ainda no Polo Petrópolis, teremos as apresentações da Banda Detroit, às 20h30, Bangalafumenga, às 22h30, e o DJ Luiz Couto e o saxofonista Bethoven, a partir de meia-noite e meia. Em Ponta Negra, tem Sueldo Soares às 21h e Moraes Moreira às 23h. No Polo Redinha Zeca Brasil se apresenta a partir das 21h no palco do Cruzeiro. No Largo do Buiú,  Don Cardoso anima a festa a partir das 22h e a Banda Alphorria sobe ao palco às 00h.

    Campanha
    Na abertura do Carnaval Multicultural 2017, no Largo Atheneu, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Sejul), colocou em prática a campanha #natalcontraomachismo, uma ação de conscientização, respeito e de constante vigília à garantia dos direitos da mulher e o enfrentamento à violência contra o gênero feminino. Nesta edição a ação segue até março, mês dedicado à mulher.

    A campanha idealizada no Carnaval do ano passado, traz nesta edição mensagens de respeito à mulher, tendo a folia como pano de fundo. Durante o carnaval, equipes da Semul estarão nos polos do Carnaval Multicultural: Ponta Negra, Redinha, Rocas, Centro Histórico, Ribeira, Largo do Atheneu e Praça Pedro Velho (Cívica) trabalhando na divulgação. A proposta da campanha educativa é que o público possa fazer fotos e compartilhar nas redes sociais para expandir as frases de efeito contra o machismo.

  • Carnaval Multicultural 2017 é aberto no Largo do Atheneu em clima de euforia

    Milhares de foliões lotaram na quinta-feira (23), o Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, para prestigiar a abertura do Carnaval Multicultural 2017, promovido pela prefeitura de Natal. Logo no início da noite, os grupos folclóricos Araruna, Lapinha de Ponta Negra, Boi de Reis de Manoel Marinheiro, Boi de Reis do Bom Pastor e os Congos de Calçola de Ponta Negra deram o ar da graça no corso que também envolveu foliões.

    A abertura musical ficou por conta da banda Ribeira de Pau e Corda, que subiu ao palco, pontualmente às 20 horas. Sob a batuta do maestro Neemias Lopes, a banda executou marchinhas carnavalescas de todas as épocas e homenageou um ex-integrante, o músico e arquiteto Marcelo Tinoco, falecido há poucos dias.

    Em seguida, às 21h15, foi a vez da Banda Dugiba botar todo mundo para dançar. E a partir daí o frevo tomou conta do Largo. O show só foi interrompido quando os clarins anunciaram a chegada do prefeito Carlos Eduardo, do vice-prefeito Álvaro Dias, do secretário Municipal de Cultura e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), Dácio Galvão, além do Rei Momo Bruno Borges e da Rainha Rozeane Oliveira. Na ocasião, o prefeito passou a chave da cidade para o “monarca”.

    Entusiasmado, o prefeito Carlos Eduardo saudou os foliões e disse que o carnaval deste ano será a festa da alegria e um momento propício para os natalenses e turistas do Brasil e do mundo se divertirem a valer. No entendimento dele, a folia de Momo traz divisas para a cidade e movimenta a economia criativa, como também propicia a geração de emprego e renda. “Tenho certeza de que será o maior carnaval da história de Natal. O prefeito vai pular e dançar em todos os polos”, informou.

    O gestor disse ainda que a grandiosa festa só foi possível graças a um esforço da prefeitura e da iniciativa privada, que apostou no Carnaval Multicultural 2017. Na avaliação do prefeito, o carnaval deste ano é o mais rico em termos de atrações musicais. “É o carnaval do amor. Do amor ao próximo”, complementou.

    Responsável pela programação da festa, o secretário Dácio Galvão assinalou que a prefeitura está no caminho certo para propiciar um Carnaval Multicultural para ficar na história. “Apostamos num carnaval plural e demos voz e vez aos grupos folclóricos e artistas da terra”, ressaltou o também presidente da Funcarte.

    Após a abertura oficial, o frevo voltou com força total pela Banda Dugiba e, logo após, nos acordes da Spok Frevo Orquestra, a atração nacional do Baile de Máscaras do Atheneu. A orquestra desfilou repertório que incluiu clássicos do carnaval, como o obrigatório “Vassourinhas”.

    Moradora do conjunto Pirangi, a comerciária Eloneide Francisca de Matos disse que a abertura do carnaval não podia ter sido melhor, tanto pelos grupos folclóricos como pelas atrações musicais. Ela aprovou a multiculturalidade da festa mais popular do país em território natalense. “Hoje estou só iniciando a minha diversão. Quero conhecer todos os polos da cidade. Vou juntar um grupo de amigos para a gente bater perna. Estou adorando”, comentou.

    No mesmo diapasão, o engenheiro civil Cléber Marcondes não poupou elogios à programação do Carnaval Multicultural 2017. Para ele o carnaval deste ano promete ser o melhor da retomada. “A festa está linda. Pretendo brincar os quatro dias de folia com a família. A cidade está de parabéns”, elogiou.

    A programação do Carnaval Multicultural 2017 prossegue hoje no Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, com os shows de Rildo Lima e a cantora Krystal, às 16h, Banda do Chico, às 18h, Corso (18h30) e Romero Ferro, às 20h. Na Praça Pedro Velho, ainda no Polo Petrópolis, teremos as apresentações da Banda Detroit, às 20h30, Bangalafumenga, às 22h30, e o DJ Luiz Couto e o saxofonista Bethoven, a partir de meia-noite e meia. Em Ponta Negra, tem Sueldo Soares às 21h e Moraes Moreira às 23h. No Polo Redinha Zeca Brasil se apresenta a partir das 21h no palco do Cruzeiro. No Largo do Buiú,  Don Cardoso anima a festa a partir das 22h e a Banda Alphorria sobe ao palco às 00h.

    Campanha
    Na abertura do Carnaval Multicultural 2017, no Largo Atheneu, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Sejul), colocou em prática a campanha #natalcontraomachismo, uma ação de conscientização, respeito e de constante vigília à garantia dos direitos da mulher e o enfrentamento à violência contra o gênero feminino. Nesta edição a ação segue até março, mês dedicado à mulher.

    A campanha idealizada no Carnaval do ano passado, traz nesta edição mensagens de respeito à mulher, tendo a folia como pano de fundo. Durante o carnaval, equipes da Semul estarão nos polos do Carnaval Multicultural: Ponta Negra, Redinha, Rocas, Centro Histórico, Ribeira, Largo do Atheneu e Praça Pedro Velho (Cívica) trabalhando na divulgação. A proposta da campanha educativa é que o público possa fazer fotos e compartilhar nas redes sociais para expandir as frases de efeito contra o machismo.

  • Carnaval Multicultural 2017 é aberto no Largo do Atheneu em clima de euforia

    Milhares de foliões lotaram na quinta-feira (23), o Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, para prestigiar a abertura do Carnaval Multicultural 2017, promovido pela prefeitura de Natal. Logo no início da noite, os grupos folclóricos Araruna, Lapinha de Ponta Negra, Boi de Reis de Manoel Marinheiro, Boi de Reis do Bom Pastor e os Congos de Calçola de Ponta Negra deram o ar da graça no corso que também envolveu foliões.

    A abertura musical ficou por conta da banda Ribeira de Pau e Corda, que subiu ao palco, pontualmente às 20 horas. Sob a batuta do maestro Neemias Lopes, a banda executou marchinhas carnavalescas de todas as épocas e homenageou um ex-integrante, o músico e arquiteto Marcelo Tinoco, falecido há poucos dias.

    Em seguida, às 21h15, foi a vez da Banda Dugiba botar todo mundo para dançar. E a partir daí o frevo tomou conta do Largo. O show só foi interrompido quando os clarins anunciaram a chegada do prefeito Carlos Eduardo, do vice-prefeito Álvaro Dias, do secretário Municipal de Cultura e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), Dácio Galvão, além do Rei Momo Bruno Borges e da Rainha Rozeane Oliveira. Na ocasião, o prefeito passou a chave da cidade para o “monarca”.

    Entusiasmado, o prefeito Carlos Eduardo saudou os foliões e disse que o carnaval deste ano será a festa da alegria e um momento propício para os natalenses e turistas do Brasil e do mundo se divertirem a valer. No entendimento dele, a folia de Momo traz divisas para a cidade e movimenta a economia criativa, como também propicia a geração de emprego e renda. “Tenho certeza de que será o maior carnaval da história de Natal. O prefeito vai pular e dançar em todos os polos”, informou.

    O gestor disse ainda que a grandiosa festa só foi possível graças a um esforço da prefeitura e da iniciativa privada, que apostou no Carnaval Multicultural 2017. Na avaliação do prefeito, o carnaval deste ano é o mais rico em termos de atrações musicais. “É o carnaval do amor. Do amor ao próximo”, complementou.

    Responsável pela programação da festa, o secretário Dácio Galvão assinalou que a prefeitura está no caminho certo para propiciar um Carnaval Multicultural para ficar na história. “Apostamos num carnaval plural e demos voz e vez aos grupos folclóricos e artistas da terra”, ressaltou o também presidente da Funcarte.

    Após a abertura oficial, o frevo voltou com força total pela Banda Dugiba e, logo após, nos acordes da Spok Frevo Orquestra, a atração nacional do Baile de Máscaras do Atheneu. A orquestra desfilou repertório que incluiu clássicos do carnaval, como o obrigatório “Vassourinhas”.

    Moradora do conjunto Pirangi, a comerciária Eloneide Francisca de Matos disse que a abertura do carnaval não podia ter sido melhor, tanto pelos grupos folclóricos como pelas atrações musicais. Ela aprovou a multiculturalidade da festa mais popular do país em território natalense. “Hoje estou só iniciando a minha diversão. Quero conhecer todos os polos da cidade. Vou juntar um grupo de amigos para a gente bater perna. Estou adorando”, comentou.

    No mesmo diapasão, o engenheiro civil Cléber Marcondes não poupou elogios à programação do Carnaval Multicultural 2017. Para ele o carnaval deste ano promete ser o melhor da retomada. “A festa está linda. Pretendo brincar os quatro dias de folia com a família. A cidade está de parabéns”, elogiou.

    A programação do Carnaval Multicultural 2017 prossegue hoje no Largo do Atheneu, no Polo Petrópolis, com os shows de Rildo Lima e a cantora Krystal, às 16h, Banda do Chico, às 18h, Corso (18h30) e Romero Ferro, às 20h. Na Praça Pedro Velho, ainda no Polo Petrópolis, teremos as apresentações da Banda Detroit, às 20h30, Bangalafumenga, às 22h30, e o DJ Luiz Couto e o saxofonista Bethoven, a partir de meia-noite e meia. Em Ponta Negra, tem Sueldo Soares às 21h e Moraes Moreira às 23h. No Polo Redinha Zeca Brasil se apresenta a partir das 21h no palco do Cruzeiro. No Largo do Buiú,  Don Cardoso anima a festa a partir das 22h e a Banda Alphorria sobe ao palco às 00h.

    Campanha
    Na abertura do Carnaval Multicultural 2017, no Largo Atheneu, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Sejul), colocou em prática a campanha #natalcontraomachismo, uma ação de conscientização, respeito e de constante vigília à garantia dos direitos da mulher e o enfrentamento à violência contra o gênero feminino. Nesta edição a ação segue até março, mês dedicado à mulher.

    A campanha idealizada no Carnaval do ano passado, traz nesta edição mensagens de respeito à mulher, tendo a folia como pano de fundo. Durante o carnaval, equipes da Semul estarão nos polos do Carnaval Multicultural: Ponta Negra, Redinha, Rocas, Centro Histórico, Ribeira, Largo do Atheneu e Praça Pedro Velho (Cívica) trabalhando na divulgação. A proposta da campanha educativa é que o público possa fazer fotos e compartilhar nas redes sociais para expandir as frases de efeito contra o machismo.

  • Carnaval: Spok encerra o Baile de Máscaras do Atheneu

    Baile de Máscaras
    Largo do Atheneu
    18h – Apresentações da cultura popular norte-riograndense, como Congos de Calçolas, Boi de Reis Manoel Marinheiro e Araruna.
    20h – Grupo Ribeira de Pau e Corda
    21h30 – Banda Dugiba
    23h – Spok Frevo Orquestra

    Bloco Folia de Rua Potiguar
    17h30 – Concentração no Espaço Cultural Ruy Pereira
    19h30 – cortejo até o Largo do Atheneu

  • Itep lotado: 14 mortos em Ceará-Mirim nas últimas 48h

    Sobe para 14 o número de mortos no município de Ceará-Mirim após a morte do sargento da Polícia Militar que foi executado a tiros na noite de segunda-feira (20). A informação foi passada pelo delegado Ben-Hur Cirino de Medeiros.

    Segundo os principais portais de notícias da capital, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) iniciou o dia de hoje (22) com 30 corpos à espera de necrópsia.

     

Carregar...
Congratulations. You've reached the end of the internet.